segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Fonte: Diabetes e Deleite
Esses dias vi uma reportagem na Globo falando sobre os benefícios para a saúde e para a dieta. Resolvi então pesquisar e saber um pouco mais sobre essa agora tão falada farinha para emagrecer e descobri que ela tem um amido resistente que não é digerido, o que dá uma sensação de saciedade grande, por isso deve
ser ingerida mais ou menos uma hora antes das principais refeições. Também descobri que para fazer um bom efeito tem que tomar muita água, cerca de 2 litros por dia pelo menos.
Não é  uma fórmula mágica, não esqueçam disso.

Bom, a receita da farinha de bananas verdes:

Bananas verdes de qualquer variedade, a que for mais acessível para você comprar.


Escalde (coloque) as bananas em água fervente, por dois minutos. Descasque e corte as bananas tiras. Coloque em um tabuleiro, dispostas lado a lado. Leve ao forno e deixe torrar até as bananas ficarem esturricadas, quebradiças e esfarinhando na mão. Passe em uma máquina de moer ou liqüidificador e depois passe em uma peneira fina.

Pronto, a farinha está pronta. Coloque num pote bem fechado.

Segue parte da reportagem do Globo Repórter:

"Esse amido resistente passa direto pelo intestino delgado, não é nem absorvido, nem digerido. Quando ele chega ao intestino grosso, é digerido pelas bactérias que ali existem. Essas bactérias, quando digerem esse amido resistente, produzem substâncias que são benéficas, tanto no intestino grosso como no nosso organismo em geral", acrescenta Milana Dan.


Benefícios que vão desde nos proteger contra um câncer de intestino até evitar o aumento de glicose no nosso sangue e como conseqüência, o diabetes.

"É importante sempre procurarmos controlar a glicemia – a glicose no sangue – e os níveis de insulina também", orienta a doutora em ciência dos alimentos Elisabete Wenzel de Menezes.

Mas como ninguém vai comer banana que ainda não está madura, os pesquisadores estão desenvolvendo uma farinha: a farinha de banana verde. Até agora, os testes em ratos durante 28 dias apresentaram um resultado animador. Com os seres humanos, os testes começam agora. Mas os primeiros ensaios mostram uma grande diferença no aumento da glicose no nosso sangue.

"Quando consumimos a banana madura, esse aumento é elevado e rápido. Quando consumimos a farinha de banana verde, esse aumento é muito menor e bem lento", informa Milana Dan.

O processo de fabricação da farinha, totalmente desenvolvido na Escola Politécnica da USP, já foi inclusive patenteado.

"Na fabricação da farinha de banana verde, você pode utilizar até aquelas bananas que normalmente são rejeitadas para a comercialização", diz a doutora em engenharia química Tatiana Tribess. 

"De 40% a 50% do que é produzido de banana no Brasil não são utilizados como alimento", ressalta a doutora em tecnologia de alimentos Carmen Tadini. 

Consumir a farinha de banana verde é um dos desafios. Como ela possui um sabor neutro, pode substituir em parte a farinha de trigo. Por enquanto, uma das propostas já deu certo. 

Flocos de arroz, aveia e banana madura desidratada entram em uma receita, além da farinha de banana verde.

Uma barrinha tem uma grande quantidade de fibras que auxiliam a digestão. Cada uma possui apenas 70 calorias. E as vantagens não param por aí. Estudos indicam que um lanche com a barrinha pode provocar uma sensação de saciedade, ajudar a inibir a fome.

Espero ter ajudado.

Tagged: , ,

2 comentários:

drika disse...

amei a dica estou em desontrole hormonal bah estou mega triste por engordar agor airei dar o pulo do gato ops da farinha k bjim grata.

Cris Prata disse...

Oi querida, não fica triste não. Força, vamos juntas, você vai conseguir.
Volta sempre pra trocarmos idéias.
Bjs